Teoria musical e método de Trombone



Teoria musical gratis de Trombone
O instrumento

O trombone é um aerofone da família dos metais. Seu nome deriva do italiano e significa trompete grande. É mais grave que o trompete e mais agudo que a tuba e, não sendo um instrumento transpositor, tem sua notação na clave de Fá - para as regiões grave e média da tessitura - e clave de Dó na quarta ou terceira linha - para os médios e agudos. Eventualmente, especialmente na composição francesa e para a região aguda, o trombone tem sua notação em clave de Sol.

A família do trombone apresentava originalmente os instrumentos soprano, contralto, tenor e baixo. Ao longo dos séculos alguns tipos foram caindo em desuso.

O trombone possui um mecanismo de êmbolo - chamado de vara. Está parte é móvel e, usando um dos braços, o trombonista pode esticá-la por mais seis posições além do êmbolo fechado totalizando sete posições.

Musicalmente a distância de uma posição para outra significa um semitom o que significa dizer que a nota que esteja soando na primeira posição pode ser abaixada em até uma quarta aumentada. Esta é igualmente a extensão máxima para o efeito glissando, típico do trombone.

No Brasil o trombone de pisto é o mais comum, sendo bastante usado em bandas e em igrejas.

Seja o primeiro a compartilhar conteúdo didático para esse instrumento!

Voltar




Patrocinado